Aparecida comemora 100 anos com bolo, desfile e missa campal

Prefeito Vilmar Mariano concede entrevista durante comemoração de aniversário de 100 anos de Aparecida de Goiânia – (Foto Valdemy Teixeira)

Cerca de mil pessoas devem se apresentar durante o Desfile Cívico, que é um dos eventos mais tradicionais nas comemorações de aniversário da cidade

Aparecida de Goiânia completa 100 anos nesta quarta-feira (11), com diversas ações e festas sendo realizadas para marcar a data. E depois de dois anos suspenso por conta da pandemia, o tradicional Desfile Cívico e os parabéns com bolo na metragem especial comemorativa foram retomados. O desfile está sendo realizado nesta manhã no Parque da Família, na Avenida Independência. Antes do desfile, às 8h, foi cantado os parabéns para Aparecida, com corte e distribuição gratuita de um bolo de 100 metros.

Cerca de mil pessoas se apresentam durante o Desfile Cívico, que conta com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, fanfarras escolares, grupos de teatro e outros.

Tendas e arquibancadas móveis foram instaladas em um trecho da Avenida Independência para receber espectadores locais e de cidades vizinhas que, tradicionalmente, assistem ao desfile no dia do aniversário de Aparecida de Goiânia. “Este será um desfile especial porque se trata do centenário. As pessoas que assistiram ao último desfile, em 2019, já estão com saudade da apresentação”, aponta o secretário municipal de Cultura, Avelino Marinho.

“Nós temos muito o que comemorar neste centenário de Aparecida. Conquistamos o título de cidade geradora de emprego, depois de ser considerada dormitório. Hoje, temos hospital, faculdades, anfiteatro, infraestrutura e saneamento. Evoluímos muito desde 1922 e vamos continuar evoluindo”, sublinha o prefeito Vilmar Mariano.

Missa campal

No início da noite, às 19h, será celebrada uma missa campal na Praça da Matriz, no Centro. A celebração será presidida pelo arcebispo metropolitano de Goiânia, Dom João Justino. A missa será celebrada no ponto mais histórico de Aparecida, onde realmente surgiu a cidade, em 1922.

História

Em 3 de maio de 1922, um cruzeiro de aroeira doado por Aristides Frutuoso foi fincado em meio ao cerrado no local onde, posteriormente, foi construída a Igreja Matriz, em homenagem à Nossa Senhora Aparecida. Na mesma data, foi celebrada a primeira missa campal. Em 11 de maio, realizou-se naquele local a primeira festa. Essa é a data oficial de fundação da cidade (Capelinha). As terras onde atualmente fica o Centro pertenciam a José Cândido de Queiroz, João Batista de Toledo, Abrão Lourenço de Carvalho e Antônio Barbosa Sandoval e suas respectivas esposas.

A igreja foi inaugurada em 1923, com festa dos moradores locais e vizinhos de outras cidades, que percorreram a cavalo várias léguas para conferir de perto a novidade. Entre elas, o altar construído em Campinas e transportado em carro de boi.

Em 13 de novembro de 1963, a Assembleia Legislativa de Goiás lavrou o parecer favorável à emancipação do distrito para município. No dia seguinte, o deputado estadual Olinto Meirelles entrou com o processo para segunda discussão e votação da emancipação do município. Por meio do projeto de Lei nº 784/63, a Assembleia Legislativa sancionou a Lei nº 4.927, de 14 de novembro de 1963, criando, assim, o município de Aparecida de Goiânia.

Total
1
Shares
Related Posts