Câmara Municipal de Aparecida completa 9 dias com uma cadeira vaga

Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia – (Foto Marcelo Silva/Câmara de Aparecida)

Sem posse

O secretário executivo Arnaldo Leite (MDB) não requereu a posse do cargo de vereador na Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia. A cadeira, que era ocupada por Valéria Pettersen, está vaga desde o dia 14 deste mês. Arnaldo é o primeiro suplente do partido.

Mudanças

Valéria Pettersen deve retornar para a Câmara Municipal nos próximos dias. O posto de 1ª secretária na mesa diretora, que era ocupado por Valéria, hoje é ocupado pela vereadora Camila Rosa (PSD). Já a 2ª secretaria, que era ocupada por Camila, está com o vereador Gleison Flávio (MDB).

Espaço

O Republicanos deve perder espaço na gestão de Gustavo Mendanha (MDB). A gota d’água teria sido a indicação de Valéria Pettersen (MDB) para o secretariado de Rogério Cruz (Republicanos).

Sem conversa

Informações apuradas pelo Blog apontam que o prefeito Gustavo Mendanha (MDB) não foi consultado sobre a ida de Valéria Pettersen para Goiânia. A articulação foi encampada pelo deputado federal João Campos (Republicanos) e pelo pastor Romeu Ivo.

Despachos

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) começa a despachar pessoalmente com os vereadores nesta quinta-feira (22). Os atendimentos serão realizados em seu gabinete na Cidade Administrativa.

CPI

Com apenas quatro meses de administração o prefeito de Silvânia, Geraldo Santana (PP), já é alvo de CPI na Câmara Municipal. Os vereadores querem investigar contratos firmados pela gestão “com possíveis vícios de procedimento, inclusive licitatórios”. O prefeito negou as irregularidades.

Total
0
Shares
Related Posts