Candidatura de auxiliares de Caiado deflagra crise na base

Integrantes do grupo de apoio ao governador estão incomodados com a situação 

Integrantes da base de apoio do governador Ronaldo Caiado (DEM) estão incomodados com a possibilidade de auxiliares do primeiro escalão do Governo serem candidatos nas eleições deste ano. A principal situação está relacionada a possibilidade de uso da máquina pública para direcionamento de benefícios políticos.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Lissauer Vieira (PSB), os secretários que querem disputar as eleições devem deixar imediatamente as suas respectivas pastas, a fim de evitar um desequilíbrio na disputa eleitoral que se avizinha.

O deputado federal José Nelto (Podemos) critica a situação, ao afirmar que na época da gestão do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), esse tipo de situação ocorria, em que os secretários do primeiro escalão eram candidatos e utilizavam a máquina pública para se beneficiarem da situação. Nelto afirma que espera que Caiado atue nos bastidores a fim de solucionar essa situação e evitar que secretários sejam beneficiados em detrimento aos integrantes da base candidatos à reeleição.

As declarações de Lissauer e José Nelto foram dadas ao Jornal O Popular.

Possíveis candidatos 

Pelo menos oito nomes próximos ao governador são cotados e podem disputar a Assembleia Legislativa ou a Câmara dos Deputados. São eles: Renato de Castro (Codego), Ismael Alexandrino (Saúde), Fátima Gavioli (Educação), Lineu Olímpio (Ceasa), Ernesto Roller (Governo), Pedro Sales (Agehab e Goinfra), Lívio Luciano (assessor especial) e Marcos Cabral (assessor especial).

Total
1
Shares
Related Posts