Comerciante é preso por furto de energia e corrupção ativa

Caso foi registrado em Edéia

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), através da Delegacia de Polícia (DP) de Edéia, com o apoio da Polícia Técnico-Científica e de técnicos da ENEL, constatou furto de energia elétrica em um comércio localizado no centro da cidade. No dia 22 de fevereiro deste ano, a polícia recebeu denúncia de que o proprietário de um comércio teria impedido técnicos da ENEL de inspecionar a rede de energia elétrica. 

De acordo com a denúncia, os técnicos foram abordados pelo comerciante antes de iniciarem a inspeção e, no primeiro momento, o comerciante tentou suborná-los para que a vistoria não fosse realizada. Diante da negativa de favorecimento ilícito, o comerciante impediu o trabalho dos técnicos ameaçando-os com uma arma de fogo.

A PCGO, considerando a possibilidade do suspeito possuir irregular arma de fogo, representou pela busca e apreensão em desfavor dele. Nesta sexta-feira (11), durante o cumprimento do mandado, foi constatado que, tanto no comércio, quanto na residência do suspeito, ocorriam furtos de energia elétrica. A Polícia Civil localizou uma pistola de air soft. O suspeito foi autuado em flagrante delito por furto de energia elétrica e responderá, além do furto, por crime de corrupção ativa, ameaça e constrangimento ilegal.

Total
8
Shares
Related Posts