Fomos substituídos pelo Centrão, diz ex-ministro de Bolsonaro

Ex-aliados avaliam que os partidos de Centro hoje dominam o governo

Na última segunda-feira (17), os ex-ministros do governo Jair Bolsonaro (PL) Abraham Weintraub (Educação) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) teceram críticas, durante uma live, à aliança do presidente com os partidos do centrão. Para Weintraub, os aliados da base conservadora foram substituídos por essa “turma”.

“Uma das frentes que a gente está sofrendo grandes ataques, os conservadores, é justamente da turma do Centrão”, disse Weintraub, que ainda acrescentou: “[É] um grande obstáculo que nós conservadores estamos passando, sendo atacados continuamente, e substituídos por essa turma do centrão que você citou”, emendou o ex-ministro.

Já o ex-chanceler Ernesto Araújo relatou que ele foi “isolado” a medida que o Centrão “começou a dominar o governo” de Bolsonaro.

“E o que aconteceu quando o centrão começou a dominar o governo e pautar o governo? Fui cada vez mais isolado e tirado da capacidade de levar adiante essa política externa transformadora. Esse centrão que veio aí é um centrão que acha que a política externa é fazer tudo o que a China quer”, relatou Ernesto Araújo.

Total
1
Shares
Related Posts