Gastos com cartão corporativo de Bolsonaro vira alvo de investigação 

Presidente da República já consumiu cerca de R$ 30 milhões em três anos de governo

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu, nesta quinta-feira (03), investigação sobre os gastos do presidente Jair Bolsonaro (PL) usando o cartão corporativo. A ação é movida após pedido de auditoria apresentado pelo senador Fabiano Contarato (PT-ES).

Conforme Contarato, as despesas do governo de Bolsonaro no cartão corporativo somaram, em 2021, o valor de R$ 12 milhões. Se somados os últimos três anos, o valor chega a R$ 29,6 milhões, 19% a mais do que o total gasto pelas gestões de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) juntas.

Total
1
Shares
Related Posts