Governo Federal promove censura contra filme lançado em 2017

Longa metragem conta com atuação do ator Fábio Porchat

Nesta terça-feira (15), o Ministério da Justiça, do Governo Federal, censurou a comédia “Como se tornar o pior aluno da escola”, filme de 2017. O filme de comédia é baseado em um livro escrito por Danilo Gentili e conta com a atuação do ator Fábio Porchat, que interpreta o vilão. A justificativa da pasta é de que o filme faz apologia à pedofilia. 

A ação foi movida após pressão de bolsonaristas e lideranças religiosas  nas redes sociais. Conforme a pasta, a censura ao longa metragem busca “a necessária proteção à criança e ao adolescente“ e impõe uma multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Vale destacar que Gentili e Porchat são críticos ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e à sua gestão.

Total
3
Shares
Related Posts