“Hoje formalizo a desfiliação, mas o MDB não se desfilia da minha história”, diz Mendanha

Gustavo Mendanha afirma que não pode se “calar e aceitar que o MDB seja cúmplice do governo” – (Foto: Claudivino Antunes)

Prefeito de Aparecida de Goiânia apresenta carta de desfiliação do MDB ao diretório municipal

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, apresentou carta de desfiliação ao diretório municipal do MDB nesta terça-feira (28). No documento, Mendanha argumenta sobre os motivos que fundamentaram a decisão de deixar o partido estão diretamente ligados à decisão do presidente estadual, Daniel Vilela, se aliar ao governador Ronaldo Caiado (DEM).

“Infelizmente, como já é de conhecimento público, a cúpula estadual do MDB optou em precipitar a decisão, sem respeitar a democracia interna e declarou apoio ao atual governador, que sempre combateu o MDB, inclusive na última eleição municipal”, diz a carta.

Conforme o documento, Mendanha afirma que não pode se “calar e aceitar que o MDB seja cúmplice do governo” e que por isso, solicita a desfiliação do partido.

“Hoje formalizo a desfiliação, mas o MDB não se desfilia da minha história. ele faz parte dela e eu tenho orgulho de fazer parte da história do MDB”, finalizou Gustavo Mendanha.

Confira a carta na íntegra:

Total
0
Shares
Related Posts