Inocentado, padastro de Danilo deixa a cadeia

Polícia Civil não conseguiu provar a participação dele na trama da morte do garoto

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), concluiu a investigação do inquérito que apura a morte do menino Danilo de Sousa Silva, de 7 anos.

O inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário, no último domingo, dia 9, e já se encontra com o Ministério Público (MP) para oferecimento de denúncia.

Na tarde desta terça-feira, dia 11, o MP, por intermédio da 67ª Promotoria de Justiça de Goiânia, ofereceu denúncia acusando Hian Alves de Oliveira pelo homicídio.

A promotora de Justiça Renata de Oliveira Marinho e Sousa, autora da denúncia, inocentou e solicitou a soltura do padastro Reginaldo Lima dos Santos. A Polícia Civil não conseguiu provar a participação dele na trama.

Hian será causado pelo crime com as qualificadoras, por ter matado Danilo por motivo torpe, mediante emprego de meio cruel, consistente em asfixia e mediante dissimulação. Reginaldo Lima dos Santos será solto a qualquer momento nesta manhã.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts