“Iris não faz parte da história, ele fez a história”, destaca Caiado

Cerimônia na Igreja Cristã Evangélica de Campinas enaltece legado do ex-prefeito de Goiânia

O governador Ronaldo Caiado (DEM) participou, nesta quarta-feira (24), de um culto memorial em ação de graças pela vida e pela missão do ex-prefeito de Goiânia e ex-governador de Goiás, Iris Rezende, que morreu no último dia 09 de novembro, aos 87 anos, em São Paulo, em decorrência de complicações, após um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico ocorrido no mês de agosto. A cerimônia foi realizada na Igreja Cristã Evangélica de Campinas, em Goiânia, da qual era integrante e frequentador.

“Iris não faz parte da história, ele fez a história. Definiu rumos, metas. Fazer história é deixar seu nome gravado. Fazer escola é deixar legado a milhares de pessoas. Fez política da ética e do espírito público. Esta é a ação pública que não podemos deixar acabar em Goiás”, afirmou Caiado na cerimônia.

O culto contou ainda com a presença de familiares e apoiadores de Iris, que foi ainda vereador por Goiânia, deputado estadual por Goiás, senador da República, ministro da Agricultura e da Justiça. Em seu discurso, Caiado destacou os 62 anos de vida pública do líder.

Desde sua morte, Iris Rezende recebe homenagens. Na última terça-feira (23), a Câmara Municipal da capital aprovou, por unanimidade, a inclusão do nome Iris Rezende ao Parque Mutirama, inaugurado em 1969, durante uma de suas gestões como prefeito da capital.

Já o Governo de Goiás, por iniciativa do governador Ronaldo Caiado, retomou, no último sábado (20), na Região Noroeste de Goiânia, os mutirões, ações tradicionais de inserção da gestão pública nos bairros. A atividade recebeu o nome de Mutirão Iris Rezende Governo de Goiás, e realizou mais de 70 mil atendimentos a cerca de 55 mil moradores. A próxima edição vai acontecer no Bairro Independência, em Aparecida de Goiânia, nos dias 11 e 12 de dezembro.

Também na terça-feira (23), o Senado Federal aprovou projeto que altera o nome do Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, e que deve passar a se chamar agora Aeroporto Internacional de Goiânia – Iris Rezende Machado. O texto seguiu para a Câmara dos Deputados, onde também será votado.

Estiveram juntos ao governador no culto memorial em homenagem a Iris Rezende também a ex-senadora e ex-deputada federal, Iris de Araújo Rezende Machado; a filha, Adriana Rezende; o filho, Cristiano Rezende; o irmão, Jairo; a irmã, Iracema; os netos Daniel Rezende e Mariana Machado; e o genro de Frederico Rezende.

Total
1
Shares
Related Posts