Ministério Público investiga fraude em licitações na prefeitura de São Simão

Promotores e policiais reunidos antes de iniciarem a Operação Desconto Proibido – (Foto Divulgação MPGO)

Operação Desconto Proibido foi deflagrada na manhã desta quarta-feira e apura irregularidades em contratos para compra de combustíveis e troca de óleo de veículos oficiais

O Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), por meio da Promotoria de Justiça de São Simão, deflagrou na manhã desta terça-feira (14) a Operação Desconto Proibido, visando a apurar fraude em licitações do município de São Simão. O Centro Integrado de Investigação e Inteligência (CIII/MPGO) e as Polícias Civil e Militar do Estado de Goiás apoiam a ação.

De acordo com as investigações, que apuram improbidade administrativa, ocorreram diversas irregularidades em contratos relativos ao abastecimento e troca de óleo de veículos do município. O valor dos contratos chega a R$ 2,5 milhões. Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão.

Dentre as irregularidades, destacam-se a exclusão indevida de empresa do certame de credenciamento, a aceitação de atestado de capacidade técnica com informações falsas e a rejeição de recursos administrativos sem sequer ter sido aberta a possibilidade da apresentação das razões. 

A investigação seguirá em curso com a análise do material apreendido. Participaram da operação aproximadamente 30 servidores públicos, incluindo 4 promotores de Justiça, 4 delegados, 2 oficiais de Justiça e 12 policiais civis, além de policiais militares e servidores do MPGO. (Assessoria de Comunicação Social do MPGO)

Total
3
Shares
Related Posts