OVG abre prazo para renovação eletrônica de bolsas de estudo

A OVG fará o intermédio entre estudante e instituição parceira para que, ao longo do curso, ele possa aprofundar os conhecimentos e aumentar as chances de empregabilidade, afirma Gracinha Caiado – (Foto: Reprodução)

Estudantes têm até 31 de janeiro para renovar benefício por meio da Central de Informações do Bolsista

O período para renovação das bolsas de estudo oferecidas pelo Governo do Estado, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), começou nesta quarta-feira (06). Os bolsistas têm até o dia 31 de janeiro para realizar o procedimento, que é um dos requisitos obrigatórios para a permanência no quadro de beneficiários para 2021/1.

A renovação deve ser realizada de forma eletrônica, por meio da Central de Informações do Bolsista (http://sistemas.ovg.org.br/bolsistas/). Com a criação do Programa Universitário do Bem (ProBem), os beneficiados pelo Bolsa Universitária migrarão de forma automática para o novo formato.

Para renovar o benefício, os universitários precisam acessar o site ovg.org.br, clicar no banner do ProBem e seguir o passo a passo: atualizar os dados pessoais e do grupo familiar; enviar os documentos solicitados; responder à pesquisa e selecionar sua preferência de análise socioeconômica para o próximo semestre (2021/2). As opções são: via Indicador Multidimensional da Pobreza, a partir dos dados contidos no CadÚnico, de acordo com os critérios do ProBem, ou pela renda, conforme os critérios antigos do Bolsa Universitária. Após essa etapa, basta que o estudante assine e emita eletronicamente o Termo de Adesão.

Atualmente, as bolsas de estudos da OVG atendem cerca de 9 mil universitários em situação de vulnerabilidade social em todo o Estado. Para manter o benefício, eles são estimulados a se envolverem em ações sociais em prol da sociedade. No último semestre, em decorrência da pandemia da Covid-19, os estudantes puderam contabilizar pontos por meio da participação em lives promovidas ou apoiadas pela OVG, pela doação voluntária de sangue ou plaquetas e por meio de cursos on-line de capacitação.

Ao longo deste período, 11 lives foram disponibilizadas, além de seis cursos on-line gratuitos oferecidos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Já os bancos de sangue receberam 16.803 doações, que ajudam a salvar inúmeras vidas em todo o Estado.

A diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, destaca que a missão da entidade é transformar a realidade das pessoas para melhor. “Quando oferecemos ao universitário a oportunidade do curso superior, o incentivamos a usar seus conhecimentos para também ajudar outras pessoas por meio do trabalho voluntário, bem como a realizarem doações de sangue, que é um gesto que salva vidas. Não queremos que isso seja apenas algo que eles façam enquanto bolsistas, mas que levem o voluntariado e o desejo de ajudar para toda a vida deles”, frisa.

A OVG fará o intermédio entre estudante e instituição parceira para que, ao longo do curso, ele possa aprofundar os conhecimentos e aumentar as chances de empregabilidade. “Esse Banco de Oportunidades vai ajudar quem precisa, mas vai ajudar muito mais os estudantes. Além da bolsa, eles terão a oportunidade de aprender e de criar relações profissionais ao longo de toda a trajetória acadêmica. Com uma formação técnica e humana, esses futuros profissionais estarão ainda mais preparados para o mercado de trabalho”, enfatiza a presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado.

Total
3
Shares
Related Posts