Bahia afasta jogador acusado de cometer racismo dentro de campo

Gerson (à dir.) acusa Ramirez (à esq.) de ter praticado ato de racismo dentro de campo contra ele – (Foto Flamengo)

Denúncia foi feita pelo volante Gerson, do Flamengo. Indio Ramírez nega que tenha praticado tal ato

O Esporte Clube Bahia publicou nota em seu site oficial manifestando-se sobre a denúncia de racismo feita pelo volante Gerson, do Flamengo, contra o meia-atacante colombiano Indio Ramírez.

A diretoria do Tricolor baiano afirma que seu atleta negou veementemente as acusações de Gerson, mas o afastou do time até que a apuração do caso seja concluída.

A CBF anunciou nas redes sociais que vai solicitar à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a “abertura imediata” de uma investigação referente à denúncia feita pelo meia Gerson, logo após o jogo entre Flamengo e Bahia (4×3), realizado no Maracanã (RJ), na tarde deste domingo (20).

“O Ramírez, quando a gente tomou o segundo gol, não me lembro, reclamou do Bruno (Henrique). Ele falou bem assim pra mim: ‘cala a boca, negro’. Eu nunca falei nada disso porque eu nunca sofri, mas isso daí eu não aceito”, disse o flamenguista. “Estou vindo falar aqui em meu nome e de todos os negros do Brasil”, denunciou.

Veja a nota na íntegra do Bahia:

-“O Esporte Clube Bahia vem a público se manifestar sobre a denúncia de racismo feita pelo atleta Gerson, do Flamengo, ocorrida na noite deste domingo (20).

O atleta Indio Ramírez nega veementemente a acusação e a ele está sendo dada a oportunidade de se defender de algo tão grave.

O clube entende, porém, que é indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza.

Assim, decidiu afastar imediatamente o jogador das atividades da equipe até a conclusão da apuração.

O presidente Guilherme Bellintani ligou para Gerson a fim de prestar solidariedade.”

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts