Bolsonaro desautoriza Mourão a comentar ação militar da Rússia

Vice-presidente se posicionou contra a invasão do território ucraniano 

Nesta quinta-feira (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), desautorizou o vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), em relação ao posicionamento do Brasil sobre o conflito entre Rússia e Ucrânia. Bolsonaro ainda evitou condenar as ações do presidente russo Vladmir Putin.

“Deixa eu dizer uma coisa aqui: o artigo 84 da Constituição Federal é bem claro e diz que quem fala sobre esse assunto é o presidente. E quem é o presidente? Jair Messias Bolsonaro. E ponto final. Então, com todo o respeito a essa pessoa que falou isso [general Hamilton Mourão], ele está falando algo que não deve, que não é de competência dela”, declarou Bolsonaro.

Mourão afirmou que o “Brasil não concorda com uma invasão do território ucraniano”.

Total
34
Shares
Related Posts