Eleições 2020: "Não tivemos nenhuma participação no processo de indicação do vice", declara Vilmar Mariano

Presidente da Câmara e alguns parlamentares que integram a base do MDB relataram que não foram consultados sobre a escolha do vice

O processo de definição do nome do Pastor Romeu Ivo (MDB) para compor a vice do prefeito Gustavo Mendanha (MDB) nas eleições deste ano causou impactos significativos na base do emedebista. O presidente da Câmara Municipal, Vilmar Mariano (MDB), juntamente com outros parlamentares, relataram ao Goiás365 que em nenhum momento foram ouvidos pela cúpula emedebista.

“Não tivemos nenhuma participação no processo de indicação do vice. Não fui consultado em hora nenhuma. Talvez o prefeito Gustavo Mendanha achou que não seria necessário ouvir a base dele na Câmara Municipal, que tem 24 vereadores”, declarou Vilmar Mariano.

O presidente da Câmara Municipal ainda avaliou o cenário criado após a decisão da cúpula emedebista. “No meu ponto de vista, foi uma decisão muito equivocada. Não sei quais os critérios que o Gustavo usou para fazer essa escolha. Mas essa situação criada não é boa para ninguém”, argumentou o parlamentar.

O vereador Willian Panda (PSB) relatou ao Goiás365 que o processo de escolha poderia ter sido mais criterioso e democrático. “A minha avaliação é que não houve um processo para a decisão do vice. Mas o compromisso do PSB é com o Gustavo Mendanha”, argumentou o vereador Willian Panda, que ainda reforçou: “Não fui consultado. Achávamos que seria o Veter e fomos surpreendidos com a decisão sobre o vice”.

Além disso, outro fator que também incomodou alguns parlamentares é que a chapa puro-sangue do MDB é ligada somente ao segmento evangélico. Situação, que conforme outro parlamentar da base, não representa a maioria dos partidos aliados na composição formada em torno de Mendanha.

“Não houve discussão com a base. A Câmara Municipal, com 24 vereadores na base, não teve nenhuma participação do processo de escolha da vice”, declarou esse vereador.

Resposta

A reportagem do Goiás365 tentou contato com a cúpula do MDB em busca de um posicionamento diante das declarações aqui veiculadas. No entanto, ninguém se manifestou sobre o caso.

Total
11
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts