Governo Bolsonaro decreta sigilo sobre encontros com pastores 

Religiosos são alvos de denúncias de lobby dentro do Ministério da Educação 

O Palácio do Planalto decretou sigilo sobre os encontros entre o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e os pastores acusados de negociar verbas do Ministério da Educação. A informação é do O Globo. 

Em áudio divulgado em março, o ex-ministro Milton Ribeiro admitia que dava prioridade aos prefeitos ligados aos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, para destinar recursos, sob indicação de Bolsonaro.

De acordo com O Globo, foi solicitado, por meio da Lei de Acesso à Informação, a relação das entradas e saídas dos dois pastores no Palácio do Planalto. Após o questionamento, o Gabinete de Segurança Institucional enviou parecer afirmando que “a solicitação não poderá ser atendida, porque a divulgação dessa informação poderia colocar em risco a vida do presidente da República e de seus familiares“.

Total
5
Shares
Related Posts