Governo de Goiás lança projeto de descentralização do Ipasgo Clínicas para 12 regiões

Atualmente, o Ipasgo conta com 29% dos usuários na Regional Metropolitana e 71% no interior do Estado – (Foto: Reprodução)

Proposta, que já começa a ser executada em janeiro de 2021, vai amparar mais de 260 mil beneficiários do interior

O Governo de Goiás, por meio Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo), lançou nesta quinta-feira (17) o projeto de regionalização do Ipasgo Clínicas para 12 regiões, que será executado a partir de 2021. A meta é descentralizar os serviços em saúde para todo Estado.

Jataí, Mineiros, Formosa, Luziânia (ou Valparaíso), São Luís de Montes Belos, Porangatu, Uruaçu, Catalão, Ceres, Itaberaí, Itumbiara e Morrinhos, devem ser os polos contemplados. A projeção é de que serão amparados 262.651 mil beneficiários.

Com a abertura de mais unidades no interior, os clientes do plano contarão com uma rede de assistência voltada para prevenção e diagnóstico precoce de doenças, o que evita gastos com tratamentos de alta complexidade.

Atualmente, o Ipasgo conta com 29% dos usuários na Regional Metropolitana e 71% no interior do Estado. Ou seja, a maioria não era devidamente assistida. Com a regionalização dos serviços, milhares de clientes do plano serão beneficiados.

De acordo com dados de 2019, 1.066 beneficiárias do plano foram diagnosticadas com câncer de mama em estágio avançado. Para o instituto, isso representou gastos na ordem de R$12.687.479,14 ao ano, sendo que a média do valor gasto com cada cliente foi de R$11.901,95.

Para viabilizar o projeto, o instituto vai transferir o Hospital do Servidor, atualmente Hospital de Campanha (HCamp) para a gestão do Governo de Goiás. Com a mudança, o instituto contará com recursos financeiros para implantar o modelo de atendimento nas regiões do Estado.

“Dependendo do valor do recurso que virá, poderemos ampliar o Ipasgo Clínicas para ainda mais municípios goianos e cumprir a determinação do governador Ronaldo Caiado de levar assistência para toda a população do Estado”, explica o presidente do Ipasgo, Hélio José Lopes.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts