Homem pedia fotos e vídeos de crianças nuas em rede social

Acusado é um engenheiro que foi preso e confessou que cometia crime de pornografia infantil

A Polícia Civil, por meio das Delegacias de Polícia (DP) de Goianésia e Nova Glória, cumpriu na segunda-feira, dia 31, mandado de busca e apreensão na residência de um engenheiro civil, de 34 anos, localizada no Distrito de Jardim Paulista, em Nova Glória, local onde ele também foi preso em flagrante. O homem é investigado pela prática de crimes envolvendo pornografia infantil pela rede mundial de computadores.

As investigações iniciaram após a mãe de uma criança de 11 anos procurar a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Goianésia e noticiar que um homem, até então não identificado, estaria aliciando/assediando sua filha pela rede social Instagram. Após trabalho de inteligência, a Polícia Civil descobriu a identidade do homem e representou pela busca e apreensão na residência dele.

No decorrer do cumprimento do mandado de busca, os policiais civis encontraram armazenados, nos diversos aparelhos eletrônicos (smartphones e computadores) do investigado, imagens e vídeos pornográficos envolvendo crianças/adolescentes.

A polícia encontrou uma chamada de vídeo do acusado com uma menina de 11 anos, de Porto Velho (RO).

Segundo a delegada, “ele aparecia se masturbando para a criança e ela mostrou os seios a ele.

Em outra mensagem, uma menina de 8 anos pede para que o homem pare de mandar fotos a ela.

A delegada Poliana Bergamo, responsável pela investigação, disse que o engenheiro confessou, mas alegou que estava passando por uma fase difícil, com depressão, e que aquilo lhe fazia bem

Assim sendo, o homem foi encaminhado à Delegacia de Ceres, onde foi autuado em flagrante pelo crime de vender ou expor à venda fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O suspeito também responderá a inquérito policial instaurado pela Deam de Goianésia pelo crime previsto de satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente.

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts