Motoristas do transporte coletivo são vítimas da Covid-19

Trabalhadores faziam parte do grupo de risco e estavam afastados do trabalho

Três motoristas que trabalhavam no sistema de transporte coletivo de Goiânia faleceram em decorrência da Covid 19 nesta quinta-feira (30). Dois motoristas trabalhavam na Rápido Araguaia e um na Reunidas.

As empresas afirmam que os três funcionários não estavam trabalhando e estavam afastados das atividades por pertencerem ao grupo de risco.

Conforme as empresas que atuam no sistema, há 10 colaboradores que estão afastados por terem testado positivo para a Covid-19. Estes profissionais atuam em áreas administrativas das empresas.

Há ainda outros 11 motoristas que estão afastados das atividades por suspeita de contaminação.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts