Prefeito de Leopoldo de Bulhões é ameaçado de morte

Dois caseiros contratados para matar o gestor municipal receberiam uma quantia de R$ 3 mil, porém recusaram o pedido

O prefeito de Leopoldo de Bulhões, João Alécio Mendes (PL), relatou que foi ameaçado de morte pelo proprietário de um sítio situado no município.

Um homem identificado pelas iniciais E.M.S. teria pedido aos seus dois caseiros, também identificados apenas pelas iniciais E.C. e F.M. que matassem o prefeito pela quantia de R$ 3 mil. Os caseiros, um homem e uma mulher, contudo, avisaram avisado Alécio da empreitada, que apresentou denúncia à Polícia Civil.

No termo de declaração dos dois caseiros, o homem informa que o mandante ofereceu R$ 3 mil para que ele e a companheira matassem o prefeito. Quando E.C. disse que não o faria, o mandante teria ficado nervoso e teria ameaçado o casal, inclusive, sacando um revólver. Ele teria apertado o gatilho, mas a arma travou, conforme relato à polícia. F.M confirmou a versão.

O caso ocorreu na quinta-feira, dia 6, e a dupla chegou a acionar a Polícia Militar (PM), revelou Edmo Araújo, advogado do prefeito Alécio. Segundo ele, quando os agentes chegaram, não encontraram mais E.M.S. Ele também diz que o casal fez a denúncia em Leopoldo de Bulhões, enquanto o prefeito, por questão de imparcialidade, procurou a polícia de Goiânia.  

O caso será investigado pelo delegado de Silvânia, Leonardo Sanches, que irá dar prosseguimento ao inquérito. João Alécio informou que não tem nenhuma ralação com o chacareiro.

O prefeito acredita que o mandante possa concretizar a ameaça já que o mesmo disse ao caseiro que encontraria outra pessoa para mata-lo. “Não sabemos se é por questões políticas, mas acreditamos que sim”, declara o advogado.

A ocorrência está registada na Polícia Civil

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts