Querido pelos aparecidenses, padre Cássio foi mais uma vítima da Covid-19

Quando morreu, o religioso era pároco responsável pela Igreja Nossa Senhora Assunção, em Ceilândia, no Distrito Federal

Bastante conhecido e querido pelos fiéis da Igreja Católica de Aparecida de Goiânia, Cássio Augusto Antunes de Paiva, o padre Cássio Augusto, morreu na semana passada, aos 40 anos, em Brasília, vítima da Covid-19, doença que ele lutava para vencer há cerca de um mês.

Quando morreu, padre Cássio Augusto era pároco responsável pela Igreja Nossa Senhora Assunção, em Ceilândia. A sua morte foi anunciada no dia 15 de agosto.

Uma semana antes, a mãe do pároco faleceu vítima da Covid-19 no Hospital Santa Lúcia, em Brasília.

Conforme a Arquidiocese de Goiânia, padre Cássio exerceu sua missão na igreja de Goiás por seis anos, evangelizando e conquistando amigos nas Paróquias Nossa Senhora Aparecida, Santa Teresinha do Menino Jesus e Nossa Senhora do Rosário, em Aparecida de Goiânia, e no Santuário Sagrada Família, em Goiânia.

A Igreja Católica de Brasília disse, em nota, que o padre não morreu por causa do coronavírus, mas por causa de outro problema de saúde que não especificou.

Nas redes sociais, a comunidade católica informou sobre o falecimento e mobilizou os fiéis. Muitas publicações foram feitas agradecendo a presença e o trabalho do sacerdote junto à população.

Padre Cássio já apresentava sintomas da Covid-19 e aguardava o resultado de seu exame em casa quando, em 18 de julho, o quadro se agravou e ele precisou ser internado.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts