Romeu Ivo diz que função de vice-prefeito é incompatível com a de pastor

Este foi um dos motivos alegados pelo religioso para renunciar à vice de Gustavo Mendanha

Na carta renúncia de caráter “irrevogável” enviada no início da tarde desta sexta-feira, dia 18, ao presidente do diretório municipal do MDB, Léo Mendanha, o pastor Romeu Ivo deu várias justificativas para a sua desistência, entre elas, questões pessoais e familiares.

Ele alegou também a incompatibilidade da função de vice-prefeito com a de pastor.

Num trecho da carta ele diz o seguinte: “justifico-as considerando a incompatibilidade do exercício dessa função, caso ocorra a eleição de meu nome para o respectivo cargo, com o sacerdócio que ora exerço junto a insigne Igreja Esperança, minha vocação primordial e de minha amada família.”

Veja a íntegra da carta:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts