Servidores da Segurança Pública cobram pagamento da data-base

Manifestação foi realizada em frente ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira e na Assembleia Legislativa 

Servidores da Segurança Pública de Goiás promoveram manifestação na tarde desta quarta-feira (17), em frente ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira e em frente à Assembleia Legislativa. O objetivo da mobilização é de cobrar o Governo de Goiás o pagamento da data-base. 

Cerca de 32 entidades participaram da mobilização. Conforme lideranças do segmento, há cerca de cinco anos a categoria não tem reposição salarial e há possibilidade de paralisação da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Penal e Corpo de Bombeiros, caso a pauta de reivindicações não seja atendida.

Os servidores alegam que desde 2014, os trabalhadores perderam cerca de 26% e desde então não houve reposição salarial.

Por sua vez, a Secretaria de Economia argumenta que o Governo de Goiás não tem condições financeiras de arcar com os custos e, por isso, não deve pagar a data-base no exercício de 2022.

Total
5
Shares
Related Posts