Eleições 2020: Articulações governistas com MDB e PSD travam, por enquanto

O MDB de Aparecida não admite ceder a vice e o PSD não descarta participar do pleito de 2022

As articulações promovidas pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) deram uma travada nos últimos dias. O impasse é que o MDB de Aparecida de Goiânia não admite, pelo menos por enquanto, ceder a vice na chapa do prefeito Gustavo Mendanha (MDB) para indicação de um caiadista. A argumentação do MDB aparecidense é de que sairia muito caro a abertura da vice ao governador.

Já o PSD de Vilmar Rocha avalia como positiva a aliança com o Palácio das Esmeraldas para disputar a Prefeitura de Goiânia com o Vanderlan Cardoso como cabeça de chapa e o vice indicado por Caiado. No entanto, descartam compromisso de apoiarem o governador em seu projeto de reeleição em 2022. A alegação é de que o pleito está muito distante e que não há como avaliar o futuro cenário.

As tratativas seguem em curso e no momento tudo é incerto. A expectativa nos bastidores é de que se houver acerto, será apenas ao final do período de convenções, que é no dia 16 deste mês.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts