"Outro pré-candidato, que se diz o novo, está escondendo o passado", declara Pedro Fernandes

Em entrevista exclusiva, pré-candidato a prefeito de Porangatu comenta sobre articulações em torno do seu projeto de reeleição

O Goiás365 iniciou uma rodada de entrevistas com pré-candidatos a prefeito de Porangatu e nesta terceira edição o entrevistado é Pedro Fernandes (Progressistas). Na entrevista, o progressista comenta sobre as tratativas em torno do seu projeto de reeleição e enumera suas principais bandeiras de atuação. Pedro Fernandes ainda pontua sobre a ruptura com o seu atual vice-prefeito, Juninho do Bom Sucesso (PTB), e sobre as possibilidades de composição com outros pré-candidatos.

Confira a entrevista na íntegra:

Goiás365 – Como estão as articulações em busca de apoio de outros partidos para a sua pré-candidatura?
Pedro Fernandes – Nossas articulações estão bem consolidadas em relação a minha pré-candidatura. Estamos sendo apoiados por vários partidos e, claro, estamos abertos aos outros partidos que acreditam em nossos projetos de desenvolvimento para a cidade de Porangatu.

Goiás365 – Já há nomes na disputa pela vice na chapa? Quais são?
Pedro Fernandes – Já foram feitas várias reuniões com os partidos da base em relação a escolha do nome de vice na composição na chapa. A escolha definitiva será feita próxima a convenção.

Goiás365 – Há possibilidades de união entre os partidos que compõem a base do governador Ronaldo Caiado?
Pedro Fernandes – Embora o Partido Progressista (PP) esteja na composição da base política do governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, no que diz respeito a questão municipal os ideais são distintos, mas estamos abertos ao diálogo em um projeto macro para o desenvolvimento de Porangatu.

Goiás365 – Quais as chances de composição com outro pré-candidato a prefeito?
Pedro Fernandes – Sou pré-candidato a prefeito da cidade de Porangatu e estou aberto ao diálogo se, porventura, outros candidatos queiram somar ao nosso projeto.

Goiás365 – De que maneira a ruptura com o seu atual vice, o Juninho do Bom Sucesso, impacta seu projeto de reeleição?
Pedro Fernandes – A ruptura com o meu atual vice, o Juninho do Bom Sucesso, impactou de uma forma que abriu novas composições e possibilidades de alianças políticas.

Goiás365 – Quem você considera como principal adversário político no município?
Pedro Fernandes – Tenho comigo que a palavra “adversário” é muito forte. O que ocorre é que os pré-candidatos não têm os mesmos ideais políticos. Uma pré-candidata acredita que a política da cidade foi composta como se fosse um time de futebol: movido pela paixão. O que não é verdade. Discordo completamente dessa opinião. Os porangatuenses são politizados, agem com consciência e responsabilidade na hora de eleger os representantes municipais. Acrescento a esse raciocínio, que cidade de Porangatu atrasou muito como cidade referência do norte do Estado de Goiás nos quatro anos anteriores a 2017, devido a escolha de uma pessoa inábil politicamente e inexperiente em gestão pública. Além disso, outro pré-candidato, que se diz o novo, está escondendo o passado. Pois sempre esteve participando indiretamente da política de nossa cidade como prestador de serviço, além de ter empresa do seu grupo familiar que desde o ano de 1997, até recentemente, tinha negócios com a prefeitura municipal.

Goiás365 – Quantos pré-candidatos a vereador vão caminhar ao seu lado na campanha?
Pedro Fernandes – Temos a previsão que tenhamos 100 pré-candidatos disputando a Câmara Municipal.

Pedro Fernandes e a ex-secretária de Saúde, Carla Marques, recebendo doações da JBS para o Hospital de Campanha de Porangatu – (Foto: Reprodução)

Goiás365 – Quais são as suas bandeiras de atuação?
Pedro Fernandes – A minha bandeira de atuação é o desenvolvimento do município de Porangatu, buscando excelência no serviço público. Na saúde, por exemplo, foram 10 leitos de UTI. Uma conquista buscada há anos por vários setores. Três unidades de posto de saúde: Unidade do Setor Maringá, Centro e Sol Nascente, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), reforma do Hospital Municipal e a implantação do Hospital de Campanha (Hcamp), além do término de várias obras inacabadas. Na educação houve reformas em creches e escolas, além da valorização do profissional da educação. No que diz respeito a infraestrutura, houve o recapeamento de várias ruas, operação tapa- buraco, além do programa “Asfalto Novo nos Bairros” em que foram contemplados vários setores. Não podia deixar de faltar o investimento no saneamento básico com 200 quilômetros de rede de esgoto, que atendeu a demanda do nosso projeto de revitalização da Lagoa Grande. Quadras e ginásios foram reformados como do Parque Raizama e Ginásio Velho, e também construído novos pontos de lazer como academias ao ar livre e campo society. Além disso, projetos sociais são feitos na cidade e na zona rural de Porangatu, o que gera emprego e renda.

Goiás365 – De que maneira o presidente do Progressistas, Alexandre Baldy e o deputado federal Professor Alcides tem contribuído para com o seu projeto?
Pedro Fernandes – O Partido Progressistas (PP) tem auxiliado muito nos investimentos ao município. O deputado federal Professor Alcides é um representante direto do PP aqui no município. Por ser o deputado mais bem votado em nossa cidade, ele tem destinado várias verbas e emendas para Porangatu..

Goiás365 – Se reeleito, qual seria a sua primeira ação como prefeito de Porangatu?
Pedro Fernandes – A gestão pública é uma obra interminável. O trabalho não para. Minha primeira ação será me reunir novamente com a sociedade organizada para discutir as prioridades construídas no plano de desenvolvimento de Porangatu. Além da continuação dos projetos, darei uma atenção ainda mais especial ao asfaltamento da nossa cidade de Porangatu, além de continuar os projetos na área da saúde e educação, fazendo com que nossa cidade seja referência no norte do Estado de Goiás.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts